Conselhos gerais

tag-1-trim-body

  • Uma boa comunicação com todos os envolvidos na sua viagem (desde a tripulação de voo da companhia área, ao staff do seu hotel ou do restaurante), informando-os das suas alergias ou intolerâncias, é um elemento fundamental para o sucesso da viagem.
  • Igualmente importante é o planeamento antecipado, quer o seu quer daqueles que terão que ter em conta as suas necessidades. Assim, entre em contato o mais cedo possível com a sua agência de viagens ou companhia área, o seu hotel ou restaurantes onde pretenda comer.
  • Deve ter em conta também o local para onde pretende viajar, e perceber se a cozinha local não se baseia essencialmente em produtos aos quais seja alérgico ou intolerante. Não se limite demasiado, no entanto, pois a maioria dos locais pode ser adaptado às suas necessidades. Assegure-se, no entanto, que no destino que escolheu a assistência médica é de fácil acesso.
  • Se o motivo da viagem for a presença nalgum evento que tenha catering, como um casamento ou uma conferência, saiba qual a empresa responsável pelo catering, e entre em contato com eles, para perceber se costumam lidar com alergias ou intolerâncias alimentares e se podem adaptar o menu, pelo menos para si. Se viaja em negócios, entre em contato com a pessoa responsável pela marcação das refeições, caso exista.
  • Tenha sempre consigo toda a medicação que necessite, incluindo anti-histamínicos e canetas de adrenalina, e, caso tenha, cópias do seu plano de atuação em caso de emergência. Quando tenha que entregar a sua bagagem, por exemplo numa viagem de avião, não se esqueça de manter essa medicação na sua bagagem de mão.
  • Deve ainda levar mais medicação do que aquela com que anda no dia a dia, em especial no que respeita às canetas de adrenalina, para o caso de perder alguma. Não se esqueça ainda que, especialmente se viajar para o estrangeiro, poderá ter dificuldades em adquirir uma caneta de adrenalina (ou outra medicação) caso tenha que utilizar a que leva consigo, pelo que também por isso é aconselhável levar sempre mais do que uma.
  • Confira ainda, antes de partir, a data de validade dos seus medicamentos.
  • Saiba junto do seu médico ou farmacêutico, ou através do folheto informativo (bula) do medicamento, quais são as condições de conservação de cada medicamento, pois a qualidade dos mesmo pode variar em função das temperaturas, algo que deverá ter em consideração especialmente se viajar para locais com temperaturas particularmente elevadas ou baixas.                                                                                                                                                                       Esta questão da temperatura é especialmente relevante para as canetas de adrenalina, não só porque têm restrições ao nível da temperatura a que podem ser sujeitas, mas também porque o facto de terem de andar sempre consigo propicia a que mais facilmente atinjam temperaturas inadequadas (em especial quando viaja para destinos muito quentes ou muito frios). As canetas não devem ser transportadas em sacos térmicos e pode ser preferível, mesmo em locais de temperatura mais amenas, o seu transporte no interior de um saco ou mochila do que no seu exterior, onde podem ser mais afetadas pela mudança de temperatura.
  • Ande sempre com toalhetes, e use-os não apenas para limpar as suas mãos, mas também outras superfícies, como tampo de mesas ou cadeiras (não só de restaurantes, mas também de cinemas, autocarros, etc.).
  • Caso a pessoa alérgica ou intolerante seja o seu filho, e pretenda durante as férias que ele frequente algum dos “Kids Clubs” que os hotéis muitas vezes têm, ou pretende deixá-lo com uma baby-sitter, deve ter em consideração as seguintes recomendações:
    • Elabore instruções inscritas sobre as alergias do seu filho, sintomas a estar atento e o que fazer em caso de um episódio. Junte a essas instruções uma foto do seu filho. Faça as cópias necessárias para ter 2 cópias por cada dia que pense deixá-lo no clube. Assim, se o seu filho ficar com pessoas diferentes todos os dias, ou até pessoas diferentes no período da manhã e no período da tarde, poderá informar todas elas da sua situação;
    • Faça questão de falar com qualquer pessoa que fique responsável pelo seu filho. Fale sobre as atividades que vão ser realizadas e saiba os produtos e substâncias que vão ser utilizadas nas mesmas.
    • Se for necessário, providencie você as comidas, doces e bebidas que o seu filho poderá comer durante o dia.
    • Assegure-se que estará sempre disponível e indique o seu número de telemóvel.

 

 

Caso queira partilhar outros conselhos, deixo-os nos comentários desta página.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pesquisa

Destaques

Redes Sociais

LinkedIn Pinterest

FB Like Box