Arquivo de etiquetas: Prato principal

Empadão Vegano

[span6]

[text_justify] [font_bold]Dificuldade – Médio[/font_bold][/text_justify]
[text_justify] [font_bold] Tempo – Demorado[/font_bold][/text_justify]

[/span6]
[label style=”3″]Ingredientes:[/label][list style=”2″ underline=”3″]
Para o recheio de vegetais:
• 10 Cogumelos Brancos (~140 g)
• 1 Beringela (~400 g)
• 1 Cenoura grande (~175 g)
• 1 Cebola Roxa média (~100 g)
• 2 dentes de Alho
• 3 colheres de sopa de Pasta de Tomate
• 4-5 folhas de Manjericão
• 2 colheres de sopa de Coentros frescos picados
• 2 folhas de Louro (opcional)
• 1 pitada de Pimenta Preta (opcional)
• 1 pitada de Flor de Sal (opcional)

Para o Puré:
• 2 Batatas Doces médias (~440 g)
• 8 Batatas Brancas pequenas (~315 g, de preferência de agricultura biológica)
• 1/2 Curgete (~160 g)
• 2 dentes de Alho grandes
• 1/2 chávena de Leite de Amêndoas (ou outra bebida vegetal)
• 1/2 colher de chá de Noz Moscada
• 1 pitada de Pimenta Preta (opcional)
• 1 pitada de Flor de Sal (opcional)

[/list]

[divider_double]

[label style=”2″]Modo de preparação[/label]

Para fazer o recheio de Vegetais:
1. Picar a cebola e os dois dentes de alho. Fatiar os cogumelos em 3-4 fatias cada. Cortar os brócolos em pequenos raminhos. Ralar a cenoura e cortar a beringela aos cubos grosseiros. Reservar.
2. Colocar a cebola picada num tacho médio anti-aderente juntamente com as folhas de louro sobre lume médio-baixo. Adicionar 1-2 colheres de sopa de água (ou de caldo de legumes caseiro ou azeite) e deixar cozinhar até ficar transparente (cerca de 5 minutos) mexendo frequentemente e adicionando mais água se necessário.
2. Adicionar o alho picado e continuar a cozinhar por mais 2-3 minutos, até dourar.
3. Adicionar os cogumelos fatiados e cozinhar, mexendo frequentemente, até libertarem os seus sucos e reduzirem um pouco. Adicionar mais água ou caldo sempre que necessário, em pequenas porções (1-2 colheres de sopa de cada vez).
4. Adicionar a cenoura ralada, a beringela aos cubos e os raminhos de brócolos. Mexer para envolver, colocar a tampa no tacho e deixar cozinhar durante cerca de 8-10 minutos, mexendo ocasionalmente.
5. Adicionar a pasta de tomate e mais 2 colheres de sopa de água ou caldo. Mexer para incorporar e continuar a cozinhar no tacho tapado por mais 3-5 minutos.
6. Adicionar as ervas frescas picadas e temperar a gosto com flor de sal e pimenta preta, se desejado. Mexer para envolver e cozinhar por mais 1-2 minutos no tacho destapado. Retirar do lume e reservar.

Para preparar o Puré:
1. Lavar bem a casca das batatas brancas e os dois dentes de alho com casca e colocá-los num tacho médio.
2. Descascar a batata doce e a curgete e cortá-las em pedaços grosseiros.Colocar no tacho. Cobrir com água e levar ao lume médio-alto. Cozer durante cerca de 15 minutos ou até as batatas brancas estarem tenras.
3. Retirar do lume, escorrer e separar as batatas brancas e os dentes de alho. Passá-los por água fria e retirar a casca. Retornar tudo ao tacho.
4. Passar a com a varinha mágica ou com o passe vite. Adicionar o leite de amêndoas e mexer para incorporar. Temperar com a noz moscada e pimenta preta e flor de sal se desejado.

Para fazer o empadão:
1. Pré-aquecer o forno a 200 ºC.
2. Colocar a mistura de vegetais na base de um recipiente de ir ao forno e espalhar para cobrir o fundo.
3. Adicionar o puré e alisar a superfície com uma espátula. Para fazer a decoração como na fotografia, utilizar os dentes de um garfo. Levar ao forno para dourar durante cerca de 15 minutos. Servir quente.

Ver a receita em Just Natural Please

 

Bifinho do lombo de novilho com grelos salteados e batata doce

[span6]

 

 

[text_justify] [font_bold]Dificuldade – Média[/font_bold][/text_justify]

[text_justify] [font_bold] Tempo – Médio[/font_bold][/text_justify]

 

 

[/span6]

[label style=”3″]Ingredientes:[/label][list style=”2″ underline=”3″]

  • 300 gr de batata doce
  • 160 gr de bife de lombo de novilho
  • 30 gr de abóbora
  • 20 gr de ervilhas
  • 20 gr de pêra rocha
  • 80 ml de azeite
  • sal
  • 50 gr de sal grosso
  • 20 gr de sementes de sésamo
  • 25 gr de açúcar mascavado
  • 10 gr de rebentos de manjericão

[/list]

[divider_double]

[label style=”2″]Modo de preparação[/label]

 

Lavar bem a batata doce, colocar num tabuleiro com uma mão de sal grosso e levar ao forno a 190o durante 40 minutos.

Arranjar os grelos e bringir as suas folhas, em água a ferver com meia mão de sal grosso durante 1 minuto e 30 segundos, aproximadamente.

Cortar a abóbora em cubos pequenos e bringir em água a ferver, utilizando a mesma usada para  os grelos, durante 45 segundos aproximadamente. Cortar a pêra rocha em cubos pequenos iguais à abóbora.

Limpar a carne de nervos e gorduras, secar bem e temperar com sal fino. Numa frigideira com lume alto e um  pouco de azeite, corar o bife em todos os seus lados. Antes de servir levar ao forno, regado com fio de azeite, durante 8 minutos a 190º para garantir que fica bem passado.

Após verificar que a batata doce está bem assada, cortar em rodelas com aproximadamente 1 centimetro de largura e fritar  em óleo bem quente até ficarem bem crocantes.

Saltear os grelos numa frigideira com fio de azeite e alho esmagado.

Saltear os cubos de abóbora e pêra rocha com as ervilhas numa frigideira com um fio de azeite, 30 segundos antes de apagar o lume juntar uma colher de açúcar mascavado para caramelizar ligeiramente e juntar as sementes de sésamo.

 

Empratamento

Fatiar a carne e servir sobre os grelos salteados ao centro.

Regar a carne com o seu azeite saído do forno. Utilizar esse azeite para apontamento no  prato e decorar com rebentos de manjericão.

[divider_double]

João Ferrão

Ao fim de 20 anos de carreira profissional ligada à área comercial, sentiu a necessidade de mudar de rumo profissional e investir na área pela qual sempre sentiu uma enorme paixão. Foi assim que em 2012 integrou o 1º Atelier Fausto Airoldi na ACPP – Associação de Cozinheiros Profissionais de Portugal. No final deste curso de formação profissional, reconhecido pela WACS – World Association of Chefs Societies, realizou um estágio profissional no Altis Belém Hotel & Spa, sob a coordenação do Chef Cordeiro e Chef João Rodrigues, altura em que confirmou o seu gosto por esta profissão. No início de 2013, após uma rápida passagem pelo Restaurante Laurentina, em Lisboa, foi convidado para se juntar à equipa do Hotel Altis Avenida, coordenada pelo Chef João Correia, local onde se encontra a trabalhar desde então.

Peito de Frango com puré de maçã e legumes assados

[span6]

 

 

 

[text_justify] [font_bold]Dificuldade – Médio[/font_bold][/text_justify]

[text_justify] [font_bold] Tempo – Médio[/font_bold][/text_justify]

 

 

[/span6]

[label style=”3″]Ingredientes (1 dose):[/label][list style=”2″ underline=”3″]

  • 160 gr. de peito de frango
  • 45 gr. de abóbora bolina
  • 30 gr. de curgete
  • 30 gr. de beringela
  • 25 gr. de cenoura
  • 20 gr. de cebola
  • 150 gr. de maçã gala
  • 70 gr. de maçã red delicious
  • 6 gr. de sal
  • 40 ml. de azeite
  • 50 gr. de coulis de tomate
  • 10 gr. de agrião baby
  • 20 ml. sumo de limão

[/list]

[divider_double]

[label style=”2″]Modo de preparação[/label]

Limpar o peito de frango e marinar durante 15 minutos com alho picado, fio de azeite, sal e sumo de um limão.

Cortar legumes a gosto, estender sobre um tabuleiro separadamente temperados com sal e fio de azeite, colocar no forno a 190.º durante 10 minutos. O tempo no forno pode variar, dependendo de cada legume e da espessura com que cada um foi cortado.

Cortar as maçãs aos cubos, temperar com um pouco de sal.  Colocar numa frigideira em lume médio e deixar até os cubos de maçã ficarem com uma consistência mole. Mexer frequentemente para não queimar nem ganhar cor. Triturar com a varinha mágica ou na Bimby até obter uma consistência cremosa e sem grânulos.

Numa frigideira com lume alto e um pouco de azeite, corar o peito de frango em toso os seus lados e levar ao forno durante 5 minutos a 190.º.[margin_35b]

Empratamento

Peito de frango laminado com apontamento de coulis de tomate sobre uma vírgula de puré de maçã e legumes montados, com apontamento de agrião baby.

[divider_double]

João Ferrão

Ao fim de 20 anos de carreira profissional ligada à área comercial, sentiu a necessidade de mudar de rumo profissional e investir na área pela qual sempre sentiu uma enorme paixão. Foi assim que em 2012 integrou o 1º Atelier Fausto Airoldi na ACPP – Associação de Cozinheiros Profissionais de Portugal. No final deste curso de formação profissional, reconhecido pela WACS – World Association of Chefs Societies, realizou um estágio profissional no Altis Belém Hotel & Spa, sob a coordenação do Chef Cordeiro e Chef João Rodrigues, altura em que confirmou o seu gosto por esta profissão. No início de 2013, após uma rápida passagem pelo Restaurante Laurentina, em Lisboa, foi convidado para se juntar à equipa do Hotel Altis Avenida, coordenada pelo Chef João Correia, local onde se encontra a trabalhar desde então.

Pizza (Bimby)

[span6]

 

 

 

[text_justify] [font_bold]Dificuldade – Fácil[/font_bold][/text_justify]

[text_justify] [font_bold] Tempo – Rápido[/font_bold][/text_justify]

 

 

[/span6]

[label style=”3″]Ingredientes:[/label][list style=”2″ underline=”3″]

  • 2 colheres de sopa de sementes de chia
  • 2 colheres de sopa de água quente
  • 120g de arroz basmati
  • 120g de arroz integral
  • 80g de milho
  • 40g de trigo sarraceno
  • 140g de farinha de tapioca ou amido de batata
  • 40g de sementes variadas (sésamo, girassol, abóbora, etc.)
  • 5g de fermento de padeiro ou seco
  • 2 colheres de chá de sal (opcional)
  • 380g de água quente
  • 60g de azeite

[/list]

[divider_double]

[label style=”2″]Modo de preparação[/label]

1. Misture numa taça as sementes de chia e a água e reserve uns minutos

2. Adicione o arroz basmati e o arroz integral no copo e triture, velocidade 9, durante 1 minuto

3. Adicione o milho e o trigo sarraceno e repita o passo anterior

4. Introduza a farinha de tapioca ou o amido de batata, as sementes, o fermento e o sal (opcional) e misture velocidade 6 , durante 10 segundos

5. Adicione a água, o azeite e as sementes de chia previamente demolhadas e misture na velocidade 5-6, durante 15 segundos.

6. Estenda a massa (ex. 2 pizzas) em cima de papel vegetal e cubra com os ingredientes que pretender (na fotografia, molho de tomate, cogumelos, pimento e milho). Vai ao forno a 220C durante 25-30 minutos, até estar dourada e crocante.

 

 

Quinoa com tofu e pimento

 

[span6]

 

 

 

[text_justify] [font_bold]Dificuldade – Fácil[/font_bold][/text_justify]

[text_justify] [font_bold] Tempo – Médio[/font_bold][/text_justify]

 

[/span6]

[label style=”3″]Ingredientes:[/label][list style=”2″ underline=”3″]

  • 1 chávena de quinoa
  • 2 chávenas de caldo de legumes caseiro ou feito a partir de caldo em pó sem glúten, sem ovo, sem leite
  • 1 cebola grande
  • 2 dentes de alho
  • 2 pimento vermelho
  • 150 gr. de cogumelos frescos (tipo paris)
  • 200 gr de tofu
  • 4 c. de sopa de azeite
  • ¼ c. de cominhos em pó
  • Sal e piri-piri q.b

[/list]

[divider_double]

[label style=”2″]Modo de preparação[/label]

Num tacho ferve-se o caldo e junta-se a quinoa. Tal como o arroz, a quinoa estará pronta quando a água evaporar. Reserve.

Corta-se a cebola em rodelas de meias luas e pica-se o alho e vai a refugar no azeite num wok ou frigideira funda. Junta-se uma pitada de sal para alourar em queimar.

Cortam-se os pimentos em tiras e junta-se ao refugado. Cobre-se com tampa e coloca-se em lume médio/baixo.

Laminam-se os cogumelos e juntam-se ao preparado. Mexe-se e cobre-se novamente.

Corta-se o pedaço de tofu em cubos e junta-se ao preparado.

Quando todos os legumes estiverem tenros, tempera-se com cominhos, sal e piri-piri.

Por fim, junta-se a quinoa cozida no caldo e mistura-se tudo muito bem.

 

 

Peixe-gato riscado com banana no forno

 

[span6]

 

 

[text_justify] [font_bold]Dificuldade – Fácil[/font_bold][/text_justify]

[text_justify] [font_bold] Tempo – Médio[/font_bold][/text_justify]

[/span6]

[label style=”3″]Ingredientes:[/label][list style=”2″ underline=”3″]

  • 800 gr de peixe-gato riscado
  • 3 bananas grandes maduras
  • 4 nós de creme de soja
  • 4 c. de sopa de cebolinho picado
  • 1 c. de sopa de sementes de sésamo
  • Sal e pimenta q.b

[/list]

[divider_double]

[label style=”2″]Modo de preparação[/label]

Pré-aqueça o forno a 180º.

Num pirex grande, dispõem-se os filetes de peixe. Tempera-se com sal e pimenta. Dispõem-se os nós do creme de soja sobre os filetes, juntamente com o cebolinho e as sementes de sésamo.

Vai ao forno por 20 a 25 minutos.

 

Acompanha com puré ou arroz branco.

 

Peru à Cantonesa

 

[span6]

 

 

[text_justify] [font_bold]Dificuldade – Fácil[/font_bold][/text_justify]

[text_justify] [font_bold] Tempo – Demorado[/font_bold][/text_justify]

 

 

[/span6]

[label style=”3″]Ingredientes:[/label][list style=”2″ underline=”3″]

  • 400 gr. de bife de peru
  • 3 a 4 cenouras médias
  • 2 cebolas grandes
  • 2 pimentos verdes
  • 1 mão cheia de corintos
  • 1 c. de sobremesa de caldo de legumes em pó sem glúten, sem ovo, sem leite
  • 1 c. de sopa de farinha de milho (maizena)
  • 4 c. de sopa de molho de soja sem glúten
  • Óleo vegetal (sem ser de amendoim)
  • Óleo de sésamo

[/list]

[divider_double]

[label style=”2″]Modo de preparação[/label]

Numa tigela, cobrem-se os corintos com água. Reserve.

Cortam-se as cenouras às rodelas muito finas, os pimentos e os bifes de perú em tiras e as cebolas em rodelas de meias luas. Frita-se num wok individualmente cada um dos legumes e por fim a carne no óleo vegetal da sua escolha com uns salpicos de óleo de sésamo e vai-se retirando para uma travessa, depois de escorrida maior parte do óleo. Escorre-se o óleo que sobrou no wok.

Com o wok quente, colocam-se os corintos e a respetiva água misturados com a colher de sobremesa de caldo em pó. Mistura-se a colher de sopa de maizena a uma chávena de água morna e junta-se à mistura do wok. Deixa-se engrossar, mexendo sempre, e depois junta-se o molho de soja. Por fim, junta-se ao wok todos os legumes e carne previamente fritos, envolvendo-os no molho.

Acompanha com arroz branco.

 

Substitutos: Como é muito difícil encontrar em Portugal caldo em pó sem os alergénios principais, pode carregar um pouco mais no molho de soja para substituir em parte o efeito de tempero do caldo.

Se não conseguir encontrar molho de soja sem glúten, experimente com molho de tamarindo.