Uma Introdução à Dieta Rotativa

Quinta-feira 30th, Janeiro 2014 / 13:05
Uma Introdução à Dieta Rotativa

Num post recente do site Blogher é apresentada a dieta rotativa, uma estratégia aconselhada por alguns alergologistas. Esta dieta tem como principais objectivos identificar intolerâncias ou alergias desconhecidas, prevenir o desenvolvimento de novas alergias e desenvolver a tolerância alimentar para um maior número de alimentos.

Como podem ler no post, a dieta rotativa é uma dieta que consiste em comer alimentos de uma família de alimentos num determinado dia e esperar quatro dias para voltar a comer um alimento dessa família. Uma família de alimentos é um conjunto de alimentos que estão relacionados, por exemplo as amêndoas partilham a família botânica das pêras, maçãs e pêssegos. E como é possível que alimentos da mesma família de alimentos provoquem reacções similares, na dieta rotativa, quando se evita um alimento (amêndoas) também se deve evitar outros alimentos da família (pêras, maçãs e pêssegos).

Segundo os seus defensores, esta dieta é útil, pois permite identificar tolerâncias ou alergias desconhecidas. Algumas reacções alérgicas manifestam-se subtilmente (na forma de mudanças de humor ou indigestão) ou manifestam-se mais tarde e quem sofre destes sintomas pode não se aperceber da sua alergia. É por esta razão que a dieta rotativa é baseada neste ciclos de quatro dias sem consumir um determinado alimento, para compreender se existe ou não uma reacção a esse alimento.

Esta dieta serve igualmente aqueles que já identificaram as suas alergias. Um dos problemas para quem tem alergias ou intolerâncias alimentares é a possibilidade do desenvolvimento de novas alergias. Mas com esta dieta, a rotatividade permite a ingestão de pequenas quantidades de um alimento ao qual se tenha uma reacção moderada e evita o agravar dessa reacção.

comments powered by Disqus

Destaques

Pesquisa

Redes Sociais

LinkedIn Pinterest

Siga a Alimenta no Facebook